Arquivo da categoria: Uncategorized

“Dá & Leva” em análise

Duvido, seriamente, que este filme tenha levado espetadores a vê-lo por unanimidade, pensando que seria um tremendo sucesso ou fiasco – mais facilmente acredito que as opiniões foram bastante divididas. No espaço de semanas a minha pré-opinião balançou-se entre péssimas expectativas seguidas de um puro arrependimento ao ler, num comentário, que “Michael Bay sabe realizar”. Não sou, propriamente, fã deste realizador precisamente por não focar os atos de maior interesse no grande ecrã, gosta de nos dar ‘chiclete’ para os olhos, mas também não lhe tenho um ódio tão profundo como o caríssimo Peter Travers! E, desta vez, dando a mão à palmatória depois de ter visto o último ‘Transformers’, Michael Bay surpreendeu-me pela positiva…

Pergunto-me, antes de mais, qual terá sido o menu diário de Mark Wahlberg desde que contracenou em ‘Ted’ – verdade seja dita: o senhor aumentou de forma notória as suas capacidades físicas e corporais. É que ver um Dwayne Johnson musculado, não é novidade para ninguém, mas a partir do momento em que os biceps de Wahlberg saltam à vista na tela de cinema, é caso para mandar parar a fita!
Optei por começar por falar deste ator porque foi o que mais me surpreendeu, dos três, quer em termos físicos quer emocionais. Wahlberg já havia revelado sentimentos em filmes anteriores mas, num filme em que a ação tem um peso relativo, bem como a comédia, revelar sentimentos de raiva e explosão nos momentos certos, não é para qualquer um.


Um dos pontos mais altos de ‘Dá & Leva’ é a atuação de Dwayne Johnson. O chamado ‘ tough guy’ que arruma um batalhão de homens armados consegue ser, afinal, um cristão praticante (e bastante devoto, diga-se de passagem).
Conhecer um “outro” lado de atuação de Dwayne Johnson foi uma experiência gratificante. É, desde sempre, soberbo reconhecer num ator a diversidade de capacidades de atuar através de personalidades diferentes, caso contrário, todos os filmes seriam iguais, simplesmente o ator teria um nome de personagem diferente.

Anthony Mackie é o ator do trio com menos relevância (talvez por também não ter ainda atingido um espólio cinematográfico tão rico como os anteriores), no entanto, uma ótima adição ao filme. Tem força de vontade mas é medricas, quer ser um mercenário mas tem demasiado respeito por carpetes – um misto de atitudes que resultam, nada mais nada menos, numas valentes gargalhadas durante toda a película.

Ainda mencionando o elenco… Ed Harris é um ‘must-have’ na carreira de qualquer realizador. Este ator, de 62 anos, é um exemplo de charme masculino e de figura a ter em conta para um personagem tipicamente policial.

E atingimos o ‘sweet spot’ de ‘Dá & Leva’, neste momento.

Esta película é, desde início, avisada como baseada em factos verídicos, tendo eles acontecido ainda nos anos 90. Ação, como promessa, não falta no filme. Temos lutas, temos fugas, temos assaltos, temos homens com ar de guarda-costas de uma celebridade que faz um milhão de euros enquanto dorme, temos carros caros e polícia – a ação está bem conseguida.

Nas já lançadas críticas a ‘Dá & Leva’ não pude deixar de reparar na constante referência aos momentos de comédia, o que me deixou curiosidade pois o trailer publicitário incitava a isso mesmo – e o efeito foi genial.

Relembro que as maiores e mais estúpidas gargalhadas que soltámos numa sala de cinema foi a ver ‘Movie 43’, uma daquelas obras que foi tão aclamada como odiada – o que só vem provar a teoria de que filmes cómicos são alvos de críticas baseadas no sentido de humor do cinéfilo que os viu.

‘Dá & Leva’ entrelaça, como uma trança bonita sem pontas desnecessárias soltas, os momentos de ação intensos com humor explícito e dividido pelas personagens que compõem este filme. Esta aliança leva a crer que ‘Dá & Leva’ é uma boa aposta no mundo do cinema e não passará despercebida aos fãs de comédia.

Sem querer exceder-me nos pormenores, pois este género de filmes é bom para ser visto e ouvido em primeira mão para que possa ser devidamente desfrutado, regresso a Michael Bay.

Há umas semanas questionava-me, indignadamente, como seria possível a progressiva queda na carreira de M. Night Shyamalan (realizador do filme “Sexto Sentido” em 1999 e mais recentemente “O Último Airbender” e “After Earth”) pois afligia-me o facto de um realizador que começara a sua carreira num topo de luxo, com um filme intemporalmente estupendo, “permitir” que o seu trabalho não seja visto de outra forma que não lixo!

Michael Bay dificilmente acerta nas preferências dos cinéfilos, tornando-se inconstante. Ora faz “Bad Boys” (1995) que enlouquecem de riso os espetadores, ora se dedica a “Pearl Harbor” (2001) que apaixona casais ou aficcionados de cenas de guerra, ora cai por terra abaixo quando decide realizar “Transformers 3” em 2011. São de referência internacional os realizadores/produtores/equipas técnicas cujo trabalho é linear ou, numa escala sem linhas retas, progressivamente positivo. Felizmente, para tranquilizar as nossas expectativas e medos, Michael Bay conseguiu fazer de ‘Dá & Leva’ mais do que um filme barato sobre culturismo e meninas semi-nuas, passando de uma forma mais interessante que o documental, um relato verídico decorrido há quase 20 anos.

Em suma, ‘Dá & Leva’ é um filme a ter em conta na próxima vez que passarem pelo cinema mais próximo, sendo uma ótima sugestão para férias. Dizer que ‘Dá & Leva’ é um filme para domingo à tarde em casa é, certamente, um erro pois não há melhor do que ouvir em uníssono gargalhadas de dezenas (ou centenas) de pessoas numa única sala.

É caso para dizer que ‘Dá & Leva’ faz jus ao título escolhido para se apresentar ao mundo pois ensina-nos como é degradante abdicar do pouco garantido que temos em teor de uma novidade arriscada. Nada se consegue sem esforço e trabalho duro mas… para cada ação há uma reação

Nota/Rating: 8/10

PASSATEMPO – XL Party 2013

A NGE tem para te oferecer, em parceria com a Meo XL Party, na EXPONOR – Matosinhos, durante os dias 26, 27 e 28 de abril, duas entradas gratuitas para participares no evento numa competição à tua escolha:

Torneios de PC: ASUS League of LegendsASUS Starcraft II, WORTEN Counter Strike Source, CLICKFIEL Shootmania Storm, STEELSERIES Counter Strike:GO

Torneios de Consolas: Call of Dutty Black Ops II e God of War 2

Figthers Arena 

E haverá muitas outras actividades para todos os gostos: Consolas XBOX, Consolas PlayStation, Pistas de carros digitais, Desportos Radicais, Retrogames, Passatempos e muito mais 🙂

Para te habilitares a ganhar só tens que preencher o formulário abaixo com os teus dados pessoais e ser fã da NGE no Facebook bem como do festival XL Party. Os vencedores serão anunciados e contactados dia 19 de abril! Participa e traz os teus amigos.